Diagnósticos,
exames e cirurgias oftalmológicas

Instituto de Olhos Blumenau

Cirurgias

 

Órbita

Cirurgias oculares

Uma das principais causas de cegueira no mundo, a catarata é uma doença caracterizada pela perda de transparência do cristalino, lente natural cuja função é propiciar o foco da visão em diferentes distâncias

Estrabismo

Estrabismo é um distúrbio que afeta o paralelismo entre os dois olhos, que apontam para direções diferentes. Ele pode surgir nos primeiros meses de vida nas crianças maiores e nos adultos por diferentes razões.

Órbita

A Descompressão de Órbita Ocular é também conhecida como Cirurgia Corretiva de Exoftalmia – doença ocular em que os globos oculares não se acomodam dentro da cavidade ocular e ficam projetados para fora do rosto causando olhar assustador.

Pterígio

A conjuntiva é a membrana que reveste a pálpebra e que cobre a parte branca do olho. Após afetar a conjuntiva, o pterígio pode chegar até a córnea ocular e, dessa forma, afetar cada vez mais a visão.

Catarata

Uma das principais causas de cegueira no mundo, a catarata é uma doença caracterizada pela perda de transparência do cristalino, lente natural cuja função é propiciar o foco da visão em diferentes distâncias

Glaucoma

Glaucoma é uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intraocular que provoca lesões no nervo ótico e, como consequência, comprometimento visual. Se não for tratado adequadamente, pode levar à cegueira.

Plástica Ocular

A cirurgia plástica ocular é uma especialidade da medicina oftalmológica. O cirurgião oculoplástico é um médico oftalmologista com especialização em plástica das pálpebras, sistema lacrimal, órbita e áreas anexas. Ou seja, ele é capaz de diagnosticar e tratar anormalidades dessas regiões dos olhos.

Vias Lacrimais

O procedimento cirúrgico chamado de DCR – Dacriocistorrinostomia é comum para tratar as vias lacrimais. Durante o procedimento um buraco é criado entre o saco lacrimal e o interior do nariz, ou seja, esse método abre a passagem para as lágrimas escorrerem do nariz novamente.

Cirurgias Refrativas

A cirurgia refrativa é um procedimento cirúrgico para corrigir erros de refração como miopia, hipermetropia e astigmatismo. A refração corresponde ao fenômeno que ocorre quando um feixe de luz vindo de um ambiente externo penetra no globo ocular e forma a imagem.  

Exames complementares

 

Angiofluoresceinografia

O exame avalia o fluxo dos vasos da retina através de fotografias do fundo do olho, capturadas por máquina digital. A Angiofluoresceinografia é indicada para o acompanhamento de pacientes com retinopatia diabética, alterações na retina por hipertensão arterial, alterações da mácula (DMRI), tumores oculares e trombose.

Campo Visual Computadorizado

O exame de Campimetria (também conhecido como campimetria ocular ou exame de campo visual) é um procedimento que auxilia no diagnóstico de problemas nos olhos que prejudicam a capacidade do paciente de perceber os diversos estímulos que nos rodeiam mesmo sem estar focado neles.

PAM (Potential Acuity Meter)

 Exame que avalia o potencial de visão do paciente. É realizado, principalmente, em pacientes que irão submeter-se à cirurgia de catarata. Também é conhecido como  acuidade visual a laser ou potencial de acuidade visual.

Ultrassonografia

O exame de Ecografia Ocular, também chamado de Ultrassom ocular, analisa as estruturas internas e a anatomia do olho, principalmente quando o exame de fundo de olho não consegue ser efetivo pela ocorrência de opacidade no globo ocular, como acontece em infecções oculares como a toxoplasmose e na catarata.

Computadorizada

A campimetria computadorizada é realizada utilizando equipamentos eletrônicos e conta com um diagnóstico mais preciso. O exame também é conhecido como perimetria computorizada e pode ser monocular, realizada apenas num olho, ou binocular, realizada nos dois olhos.

Biometria Ultrassônica Digital

A Biometria Ultrassônica mede o comprimento axial do olho. Essa medida é importante para o cálculo das lentes intraoculares, implantadas principalmente em cirurgias de catarata.

Microscopia Especular de Córnea

Exame indolor, que fotografa as células da camada mais interna da córnea, conhecida como endotélio.  Utilizado em pré-operatório de cirurgia intra-ocular em geral, tais como na cirurgia de Catarata, de Glaucoma, de Transplante de córnea, assim como nas doenças propriamente ditas da córnea.

Retinografia

O exame de Retinografia serve para fazer o mapeamento dos olhos e, com isso, diagnosticar e auxiliar no acompanhamento de problemas oculares como glaucoma, retinopatia diabética, diabetes mellitus, entre outros.

Topografia de Córnea

A topografia corneana ou topografia de córnea é um exame de oftalmologia que serve para analisar o relevo e curvatura da córnea em toda a sua superfície, ou seja, desde o centro até à sua periferia. Permite-nos criar uma espécie de “mapa tridimensional” ou “mapeamento” de toda a superfície da córnea, mostrando eventuais irregularidades na espessura ou relevo e curvatura da córnea.

 Tomografia de Coerência Óptica

O exame OCT ou tomografia de coerência óptica é capaz de capturar imagens do fundo do olho (segmento posterior ocular). É nessa região onde torna-se possível diagnosticar doenças como a Retinopatia Diabética e o Edema Macular, por exemplo, que abordaremos em seguida.

Corpo Clínico

 

Dr. Vilmar Setter

CRM 3303 - RQE 1477

Diretor Técnico Médico do Instituto de Olhos Blumenau.
Graduação em Medicina pela Univerdade Federal de Santa Catarina (1982).
Especialização em Oftalmologia pela Univerdade Gama Filho – Rio de Janeiro (1984).
Fellow em Retina e Vítreo na Universidade de Colônia (Koln) – Alemanha (1987).

Dr. Adrio Bonini

CRM 16660 - RQE 8680

Oftalmologia Geral, com especialização em Retina e Vítreo.

Graduação em medicina pela Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas de POA (2002).
Fellowship na área de cirurgia vítreo-retiniana Hospital Banco de Olhos de POA (2010).

Dra. Karina Werneck

CRM 25815

Graduação em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2003-2009).
Especialização em Otorrinolaringologia pela Clínica Ivan F. Barbosa - Hospital da Beneficência Portuguesa de São Paulo (2011-2014).
Complementação Especializada (Fellowship) em Cirurgia Plástica Facial pelo Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo (2015-2017).

Dr. Daniel Roncaglio Guerra

CRM 11236 - RQE 5360

Graduação em Medicina pela Univerdade Federal do Paraná (2001).
Especialização em Oftalmologia pela Universidade Federal do Paraná (2002).
Especialização em clínica e cirurgia do segmento anterior pelo Hospital de Olhos do Paraná

Dr. Guilherme Setter

CRM 19857 - RQE 17277

Oftalmologia geral com especialização em Catarata, Cirurgia Refrativa e Ceratocone.
Graduação em Medicina pela Universidade Regional de Blumenau (2013)
Especialização em Oftalmologia pelo Hospital Governador Celso Ramos-Florianópolis (2018)
Fellowship em Catarata e Cirurgia Refrativa pelo Hospital de Olhos do Paraná-Curitiba(2019)

Convênios

Unimed.jpg
Bradesco saude.jpg
Sul america
Golden cross.jpg
Sesc
Correios saude.jpg
Sintex.jpg
Cassi